A suplementação alimentar na terceira idade

A suplementação alimentar na terceira idade

Saúde e bem-estar. Quem já passou dos 65 anos sabe bem o valor destas palavras. A boa notícia é que, sim, é possível ter saúde e qualidade de vida na terceira idade. A suplementação alimentar pode fornecer ao corpo os nutrientes que ele mais precisa nesta fase.

Confira, abaixo, seis nutrientes recomendados para quem já passou dos 65 anos.

COLÁGENO: O colágeno do tipo I atua na hidratação da pele, na redução de rugas e celulites e no fortalecimento das unhas e cabelos. Já o colágeno do tipo II tem papel importante na formação de cartilagem óssea, desgastada pela idade e/ou obesidade.

FIBRAS: Auxiliam na absorção de cálcio e magnésio, combatendo os sintomas da osteoporose. As fibras podem ter influência positiva na cognição e no humor em manifestações clínicas como depressão, ansiedade e Alzheimer. Estimulando o intestino grosso e se ligando a toxinas, as fibras são responsáveis pela limpeza intestinal, reduzindo os riscos de câncer de intestino.

PROTEÍNAS E AMINOÁCIDOS: Suplementação de proteína como o Whey Protein ajuda a combater a sarcopenia, que é a diminuição natural da massa muscular pela idade.

ENZIMAS: Suplementar com enzimas pode ajudar a evitar sintomas como: indigestão, aparecimento de alergias, sensação de inchaço e gases. Também, pode ajudar o corpo a digerir lactose e glúten, por exemplo.

VITAMINAS: Têm atuação comprovada em defesa imunológica e proteção de células sadias contra a ação oxidante dos radicais livres. Podem reduzir o nível de colesterol, baixar a pressão arterial e aliviar a inflamação, beneficiando a saúde cardiovascular. Podem ainda reduzir o risco de sintomas de catarata.

Comentários